DIVISÃO DE VIGILÂNCIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL
UFU (Universidade Federal de Uberlândia)

>> PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE VIGILANTES

1. Identificação do Projeto:

 1.1. Nome do Curso: Atualização para Vigilantes e Porteiros

 1.2. Clientela: Vigilantes e Porteiros

 1.3. Período de Realização: 17 de maio a novembro/2005

 1.4. Número de Vagas: 40 por turma

 1.5. Número de Turmas: 02

 1.6. Carga Horária: 150 horas

 1.7. Horário: 14h às 16h (Módulo I)

 1.8. Dias da Semana: segunda a quinta-feira

 1.9. Local de Realização: Bloco 3Q sala 207

 1.10. Responsáveis pela elaboração do projeto: Divisão de Capacitação de Pessoal

 1.11. Coordenadora: Marilda Magna Siqueira Azevedo

 1.12. Telefones para contato: 3239- 4648 e 3239 -4622

 2. Justificativa:

      Presença indispensável no dia-a-dia das instituições, o vigilante necessita cada vez mais estar preparado para atuar, garantindo eficiência e excelência na qualidade do atendimento à comunidade interna e externa da UFU.

     Ciente da seriedade que envolve os serviços de segurança e vigilância patrimonial, a PROREH institui, além da reciclagem obrigatória, reciclagens adicionais ministrando regularmente cursos de atualização.

     Em 2005 realizaremos o curso: Atualização para Vigilantes e Porteiros com abordagem de temas sugeridos pela Divisão de Vigilância.

     O curso terá uma carga horária de 150 horas e se enquadra dentro das exigências do novo Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação implantado pela Lei 11.091, de 12 de janeiro de 2005.

3. Objetivo:

·         Módulo I Capacitar os participantes quanto à tomada de providências imediatas após um acidente, até o encaminhamento para a unidade de saúde mais próxima e atendimento médico

4. Metodologia:

·         Módulo I
-
          Aula expositiva: data show e retroprojetor
-
          Discussão
-
          Apresentação de vídeo

Observação: Os objetivos e metodologias dos  demais módulos estão nas folhas:

Módulo II -
Módulo III -
Módulo IV -
Módulo V -
Módulo VI -
Módulo VII

DATA CARGA HORÁRIA HORÁRIO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO RESPONSABILIDADE

30/05/05
(turma par)

31/05/05
(turma impar)

 

10 horas/aula

 

14h às 16h

Módulo I - Primeiros Socorros

 Módulo II – Legislação aplicada à Segurança e Porte de Armas

Módulo III - Dependência Química

 Módulo IV - Defesa Pessoal

 Módulo V - Prevenção e Combate a Incêndios
 

 Módulo VI - Como lidar com Adolescentes e Administrar Conflitos

 Módulo VII - Ética Pessoal e Profissional

 Avaliação e Encerramento

- Ana Carolina Gonçalves Correia- DIRQS 

- Carlos Alberto Sant’Ana Pedroso

- Raquel Sandra Silva - DIRQS- Abadia de Fátima Rosa - DIRQS
 

-  Oldair Amadeu -

- Cláudio Fernando da Silva - DIRQS
- André Luiz da S. Oliveira - DIRQS

- Raquel Alves dos Santos -  DIRQS

- Maria de Fátima Oliveira – DIASE

- DIRPA

6. Plano de Unidade

DATA CARGA HORÁRIA HORÁRIO CONTEÚDO/
ATIVIDADE
METODOLOGIA RECURSOS RESPONSÁVEL
             
             
             

7. Lista de Inscritos

UFU/
FAEPU

MATRÍCULA PARTICIPANTES CARGO SETOR
         
         
         

8. Detalhamento de Despesas

Especificação

Valor

8.1. Material de Consumo ( xerox )
 
- 91 pastas com aba elástica plastificada
 - 91 canetas esferográfica azul
 - 92 apostilas do módulo: Primeiros Socorros (com 12 páginas)
 - 92 apostilas do módulo: Legislação aplicada à Segurança e Porte de Armas (com 24 páginas)
 - 91 apostilas do módulo: Dependência Química ( com
 - 91  avaliação do curso

8.2. Diárias

8.3. Passagens

8.4. Pró-labore

      8.4.1. Pessoa Física
 -
          Oldair Amadeu
 - Carlos Alberto Sant’Ana Pedroso

      8.4.2. Pessoa Jurídica

 

9. Bibliografia

      Módulo - Defesa Pessoal

 CHOE, Hui Son. Hap Ki Do – The Korean Martial Art Of Self Defense.Copyrigts, 1998, USA.

 DUNKAN,m Oswaldo. Judô-Katas. 1979, Editora Tecnoprint Ltda. Rio de Janeiro, RJ.

 EXÉRCITO, Ministério do. Treinamento Físico Militar-Lutas. 1974.           Estabelecimento  General Gustavo Cordeiro de Farias.

 CORREA FILHO, Albano Augusto Pinto. Manual de Ataque e Defesa (MP-6-    1PM).1986, APM, Belo Horizonte, MG.

 DILLMAN, George. Advanced Pressure Point Fighting og Riukyu Kempo. Dillman Karate International Book,2000, USA.

 FONSECA, José Câmara. Os Segredos do Jiu-Jitsu. 1960, Biblioteca do Exército, Rio de Janeiro, RJ   

 CLARK, Rick. Pressure Point – Fighting. Tuttle Publishing, 2001, USA.

 YANILOV, Eyal. Krav Maga How to Defend Yourself Against Armed Assault. Dekel        Publishing House, Israel, 2001

 SOSA, Bill. The Secrets of Police Aikido. Citadel Press, 1997, USA

 MAKIYAMA, Thomas H. Aikido Keijutsukai – Japanese Art of Self-Defense. Ohara    Publicatins, 2000, USA

 NAM, Park Bok. The Fundamentals of Pa Kua Chang Vol. I. Unique Publications, 1999,  USA.

 DEMURA, Fumio. Tonfa: Karate Weapon of Self-Defense. Ohara Publications Incorporated, USA

 TOHEI, Koichi. Aikidô y Autodefesa. 3ª Ed. 1977, Editorial Eyras S.A, Madri, Espanha.

 SHIODA, Gozo. Dinamic Aikidô. 15ª edição, 1991, Editorial Glem S.A, Buenos Aires –   Argentina.

 DAVEY, H. E. Yoga Japonesa – O Caminho da Meditação Dinâmica. São Paulo, Editora Cultrix, 2001.

 LAWSON, Jack. Endorfinas – A Droga da Felicidade. Blumenal-SC, Editora Eko, 1998.

 LEWIS, Dennis. O Tão da Respiração Natural. São Paulo, Editora Pensamento, 1997.

 SHINYASHIKI, Roberto. O Poder da Solução. São Paulo, Arte Nova, 2003

 Observação: As bibliografias dos demais módulos estão nas folhas: 
Módulo II -
Módulo III -
Módulo IV -
Módulo V -
Módulo VI -

Módulo VII –

 Assinatura(s): ____________________________

 

1.      Identificação do Projeto:
Nome do Curso: Dependência Química
Clientela: Vigilantes e Porteiros
Ambiente Organizacional:
Período de Realização:
Número de Vagas:
Número de Turmas:duas
Carga Horária:
Horário:
Dias da Semana:
Local de Realização:
Responsáveis pela elaboração do projeto:
Coordenador(s):
Telefones para contato:

2.  Justificativa:

Historicamente, a maioria dos grupos sociais tem convivido com diversas substâncias psicoativas. Estas vão desde produtos de origem natural até aqueles produzidos em laboratório, que proporcionam efeitos percebidos ou não como agradáveis, pelo SNC. Tais efeitos resultam em alterações da mente, no corpo e na conduta. Na verdade, os homens sempre tentaram modificar o humor, as percepções e sensações por meio das substâncias psicoativas, com finalidades religiosas ou culturais, curativas, relaxantes ou simplesmente recreacionais.

Na atualidade, convivemos com um crescimento significativo no consumo de substâncias psicoativas, que vem acompanhado do uso em idades cada vez mais precoces e do desenvolvimento de substâncias novas e vias de administração alternativas de produtos já conhecidos, com incremento nos efeitos e aumento no potencial de desenvolvimento de dependência.

A Síndrome da Dependência é um transtorno mental e comportamental, cujo diagnóstico é realizado pela presença de uma variedade de sintomas que indicam que o indivíduo usuário de substâncias psicoativas apresenta uma série de prejuízos e comprometimentos, sendo o tratamento uma das formas de eliminar os prejuízos que envolvem aspectos físicos, ocupacionais, interpessoais, legais, financeiros e mentais.

3.     Objetivo(s):

Gerais
Capacitar profissionais da área de vigilância para um melhor entendimento da questão e
uma melhor atuação junto ao usuário.

Específicos
Fornecer informações sobre drogas, efeitos e conseqüências, sinais e sintomas de uso, etc...
 :: Promover reflexão em torno das questões: preconceito, moralidade, pré-julgamento, etc..
 :: Oferecer informações sobre Dependência Química e critérios diagnósticos

4.  Metodologia:

5. Programa de Curso:
 

MÓDULO DATA CARGA HORÁRIA HORÁRIO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO RESPONSABILIDADE
       

Apresentação – Oficina da Vida – Programa de Atenção ao Portador de Dependência Química

Texto de boas vindas : Presença
Levantamento de expectativas
Dinâmica : Mitos e Verdades sobre drogas
Pré-conceitos – Dramatização: Relato de Miguel
Humanização:
Relações Humanas - vigilante x usuário
Pré-julgamento
Livro : Gente que mora dentro da gente
Drogas, efeitos e consequências Histórico Cultural
Sinais e Sintomas de uso
Prevenção: Porque as pessoas usam
O que podemos fazer ?
Dependência Química
Aquecimento: Dinâmica papel
Conceitos e diagnóstico (identificação)
Formas de tratamento
Sensibilização
Fechamento :Texto : A história da Águia

Alcoolismo
Dinâmica do Balão
Vídeo : Do prazer ao problema
Fechamento : Discussão
Reflexão
Dinâmica : Procure o ratinho
Leitura do texto : Reflexão – Içami Tiba
Reflexão
Fechamento
Avaliação : escrita / oral

Entrega da apostila

 

 

5.1 - Cronograma de  Execução

Módulo/  Mês

Horário
Turma
A
Turma
B
Dias da
semana
Carga horária
Turma A
Turma B
Conteúdo
Programático
Responsável
           
           
 
   6. Plano de Unidade do Módulo
DATA CARGA HORÁRIA HORÁRIO CONTEÚDO
/ATIVIDADE
METODOLOGIA RECURSOS FACILITADOR
             
             
 

7. Lista de Participantes

UFU/
FAEPU

MATRÍCULA

PARTICIPANTES

CARGO LOTAÇÃO
         
 

8. Detalhamento de Despesas

Especificação

Valor

8.1. Material de Consumo ( xerox )

8.2. Diárias

8.3. Passagens

8.4. Pró-labore

      8.4.1. Pessoa Física
                ou
    
  8.4.2. Pessoa Jurídica 

 

 
 

9. Bibliografia:

 

 

PLANO DE TRABALHO E PROJETO BÁSICO, VISANDO A CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAL OU EMPRESA PARA MINISTRAR CURSO DE DEFESA PESSOAL PARA VIGILANTES E PORTEIROS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

PLANO DE TRABALHO

 

1.                 OBJETIVO

Dotar os vigilantes e porteiros da Universidade Federal de Uberlândia de técnicas de defesa pessoal, sendo que os mesmos ao encerramento do curso, terão adquirido uma performance básica (em termos de precisão e de reflexos), como correção postural e de gestos específicos.

 

2.                 JUSTIFICATIVA - O POR QUE DO AIKIDO

Aikido é uma arte marcial japonesa baseada no princípio da não resistência e da não violência ativa. É totalmente eficiente como defesa pessoal, pois não requer tamanho nem força para aplicá-lo, porque a força do próprio ataque é usada contra o agressor. O AIKIDO pode ser praticado por homens e mulheres de todas as idades. Seu foco principal é a saúde e o desenvolvimento físico, mental, emocional e energético, sendo a defesa pessoal uma conseqüência dos treinamentos. A única competição existente no AIKIDO é a do praticante consigo mesmo, buscando constante aperfeiçoamento e superação de suas adversidades internas. O AIKIDO é altamente prático e aplicável em nossa vida diária. Além de servir como defesa pessoal e proporcionar um bom condicionamento físico e bem estar geral, favorece o desenvolvimento pessoal, trazendo equilíbrio emocional, auto controle, disciplina, respeito, compaixão, capacidade para reagir e evoluir rapidamente, propiciando melhoras significativas em todos os setores de nossas vidas.

 

3.                 DO CURSO E QUANTIDADE DE SERVIDORES

O curso será ministrado em módulos, ou seja: 6 (seis) módulos e estima-se a participação de 86 (oitenta e seis) servidores em cada módulo.

 

4.                 RESULTADO PREVISTO

Ao final do curso os servidores deverão ser capazes de:

a)      Defender-se de agressões, sem uso de armas, estando o oponente desarmado, ou portando bastão, arma branca ou arma de fogo;

b)      Imobilizar pessoas agressivas em decúbito ventral e conduzi-los, com ou sem algemas, com um mínimo de risco e de emprego de energia, e o máximo de eficiência;

c)      Assegurar a integridade física do oponente ou das pessoas;

d)      Empregar tecnicamente a tonfa quer em movimento defensivos contra armas, quer como instrumento auxiliar na condução de presos;

e)      Demonstrar conhecimentos e executar técnicas de projeções e de controle, iniciadas a partir de movimentos agressivos de outrem.

 

5.                 ECONOMICIDADE

O Curso de Defesa Pessoal vai possibilitar um desenvolvimento pessoal aos servidores técnico-administrativos da Divisão de Vigilância da UFU, um equilíbrio emocional, auto controle e disciplina. O Curso propiciará a realização dos exercícios físicos e condicionamento, cuja importância é diretamente proporcional ao avanço de idade média entre os vigilantes, sendo, portanto um forte indutor na melhoria da qualidade de vida dos servidores.

O Curso de Defesa Pessoal é parte do Curso: Atualização para Vigilantes e Porteiros e se enquadra dentro das exigências do novo Plano de Carreira dos Técnico-Administrativos em Educação implantado pela Lei 11.091, de 12 de janeiro de 2005.

 

6.                 PERFIL DA DESPESA

Estima-se em custo de R$____,00 (________ reais) por módulo, perfazendo um total estimado de R$ ______,00 (_________ reais).

PROJETO BÁSICO

 

1.                 INTRODUÇÃO

Este Projeto Básico visa a contratação de serviços especializados de: treinamento de técnicas em Aikido que permitam a autodefesa contra agressões, sua imobilização e condução.

A contratação poderá ocorrer tanto com pessoa física ou jurídica.

A Diretoria de Provimento, Acompanhamento e Administração de Carreira da Pró Reitoria de Recursos Humanos da Universidade pretende-se, com o curso, proporcionar aos servidores informações e treinamento inicial de técnicas em Aikido, que lhes permitam a autodefesa contra agressões, sua imobilização e condução, darem-lhes a oportunidade de reflexão sobre a necessidade de preservar também a integridade física da pessoa.

Estão implícitas duas exigências básicas:

a) as finalizações constarão prioritariamente de imobilização em decúbito ventral;

b) as finalizações truculentas (que provoquem lesões ou possam comprometer a imagem da entidade responsável) ficam proibidas.

O resultado esperado será a obtenção de um perfil de protetores e jamais vingadores da sociedade, restringindo-se as ações aos limites do que dispõe o Artigo 284 CPPB (Código de Processo Penal Brasileiro).

 

2.                 DETALHAMENTO DOS SERVIÇOS

2.1  - Perfil do Instrutor

Graduado em Educação Física.

Registro no CONFEF.

Professor faixa preta em Aikido 3º Dan ou superior, com comprovação.

Filiado a AIKIKAI AIKIDÔ WORD ADQUARTERS.

Ter ministrado aulas de defesa pessoal com técnicas do Aikido para órgãos públicos e empresas privadas de Uberlândia.

 

2.2  - Local do Curso

Fica sob a responsabilidade do instrutor disponibilizar o espaço físico para a realização do Curso. O espaço deve ser próximo ao Campus Santa Mônica, a uma distância de até 200 metros, para facilitar a locomoção dos vigilantes e porteiros, em curto espaço de tempo, ser em local amplo, ventilado e com claridade, com vestiários e com aproximadamente 300 metros quadrados para o tatame.

 

2.3  Do curso e seu conteúdo:

O Curso será modular, com carga horária total de 96 horas, distribuídas dentro do conteúdo programático abaixo:

2.3.1        Conteúdo Programático:

UNIDADE I - FUNDAMENTOS

1- Posturas Defensivas

2 - Amortecimentos de quedas e rolamentos

3 - Esquivas

4 - Pontos vulneráveis do corpo humano

UNIDADE II - DEFESAS DE AGRESSÕES

1 - AGARRAMENTO AO CORPO

Pela frente pelas costas, sobre os braços

idem, sob os braços

sob os braços com apoio de ambas as mãos na nunca

2 - AGARRAMENTO Á VESTIMENTA

Agarramento à gola

Agarramento à manga

3 - GRAVATAS, ENFORCAMENTOS E ESTRANGULAMENTOS

Gravatas (pela frente, lateral e pelas costas)

Enforcamento (pela frente, lateral e pelas costas)

Estrangulamentos (pela frente e pelas costas)

4 - GOLPES TRAUMÁTICOS POR AGRESSOR DESARMADO

Bofetada

Cutelada

Socos (frontal, ascendente, descendente e lateral)

Pontapés (frontal, ascendente, descendente e lateral)

Cotoveladas (ascendente e lateral)

Joelhadas (frontal e lateral)

5 - AGRESSÕES COM ARMA BRANCA, DE FOGO OU BASTÃO

Facada frontal (descendente, ascendente e estocada)

Facada Lateral (descendente, ascendente e lateral)

Arma de Fogo , no momento do saque

Arma de Fogo apontada (pela frente e pelas costas)

Paulada frontal (descendente e estocada)

Paulada lateral

 

UNIDADE III - DEFESAS DE ATAQUES SEQUENCIAIS

1 - Agarramentos, seguidos de socos ou cuteladas

2 - Agarramentos, seguidos de joelhadas

3 - Gravata, seguida de socos

UNIDADE IV - BASTÃO TONFA

1 - Empunhadura/saque

2 - Técnica defensiva contra agressores armados

3 - Técnica de mobilização e condução de presos contra o uso de bastão

UNIDADE V - CONTROLES EM DECÚBITO VENTRAL E PROCESSOS DE CONDUÇÃO DE PESSOAS AGRESSIVAS

1 - PROCESSOS DE CONTROLE

Prendendo o braço estendido no solo

Mantendo o braço às costas

Prendendo a mão do agressor às costas

2 - CONDUÇÃO DE PRESOS A MÃOS LIVRES

Com forçamento de pulso

Com forçamento do braço estendido

Com forçamento do braço flexionado às costas

UNIDADE VI - TREINAMENTO DE AUTO-CONTROLE MENTAL E EMOCIONAL

1 - Auto-obervação e percepção de si mesmo

2 - Vivências de relacionamento inter-pessoal educativas

3 - Exercícios de respiração profunda anti-stress

4 - Meditação cotidiana

 

O Curso terá que ter aulas demonstrativas, trabalhos em grupo e utilizar de filmes pedagógicos, demonstrativo das atividades propostas.

A avaliação terá que ser com trabalhos escritos e demonstração pratica.

 

3        PRESTAÇÃO DE CONTAS / PAGAMENTOS.

3.1  Forma de Pagamento:

3.1.1        Os pagamentos serão feitos ao final de cada módulo, na proporção de 1/6 do valor total do Curso.

3.1.2        O pagamento será efetuado no prazo máximo de 8 (oito) dias úteis, contados da data de atestamento do documento fiscal, se se tratar de pessoa jurídica, ou da data de solicitação feita por escrito, pela  Diretoria de Provimento, Acompanhamento e Administração de Carreira, órgão responsável e designado para acompanhamento da prestação dos serviços.

3.1.3        A Licitante Vencedora terá que apresentar, quando da conclusão de cada módulo:

3.1.3.1  o plano de unidade ministrado no período; e,

3.1.3.2   a relação de freqüência dos participantes.

3.1.4        A apresentação dos documentos acima são requisitos para a efetivação do pagamento, conforme acima descrito.

 

4        OBRIGAÇÕES DAS PARTES

4.1Visando a execução dos serviços objeto deste Projeto, a Licitante Vencedora se compromete a:

4.1.1 zelar pela perfeita execução dos serviços, objeto deste Projeto;

4.1.2 ministrar o curso em módulos, atingindo os objetivos propostos, ou seja, qualificando e capacitando dos servidores da área de vigilância e porteiros da UFU;

4.1.3        repassar à Universidade, através da Diretoria de Provimento, Acompanhamento e Administração de Carreira toda e qualquer informação referente aos módulos;

4.1.4        manter durante a execução dos serviços, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação;

4.1.5 não caucionar ou utilizar a presente contratação para qualquer operação financeira, sem prévia e expressa autorização da UNIVERSIDADE;

4.1.6        assumir todas as despesas relativas a pessoal e quaisquer outras oriundas, derivadas ou conexas com a contratação, ficando, ainda, para todos os efeitos legais, declaradas pela LICITANTE VENCEDORA a inexistência de qualquer vínculo empregatício entre seus empregados e/ou prepostos e a UNIVERSIDADE

4.2      Visando a execução dos serviços objeto deste Projeto, a Universidade se compromete a:

4.2.1        exercer a fiscalização dos serviços por servidores especialmente designados e nomeados por Portaria, que anotarão em registro próprio todas as ocorrências relacionadas com o mesmo na forma prevista na Lei nº 8.666/93;

4.2.2        prestar as informações e os esclarecimentos que venham a ser solicitados pela LICITANTE VENCEDORA;

4.2.3        efetuar o pagamento nas condições e preços pactuados.

 

5            RELAÇÃO DE VIGILANTES E PORTEIROS QUE PARTICIPARÃO DO CURSO.

 


Clique nos linques acima

 

PRINCIPAL